Página inicial
16/05/2017 - Rotary e Conjove definem como será o Feirão do Imposto em Mamborê
 
Alguns sócios do Rotary Club de Mamborê estiveram na sede da Acimam na noite de ontem (15) para uma reunião com integrantes do Conselho de Jovens Empresários - Conjove de Mamborê. Em pauta, a programação das atividades para o 15° Feirão do Imposto, que será no dia 27 de maio.

Feirão do Imposto terá ações em todo o Paraná

O Feirão do Imposto chega a 15ª edição neste ano e já tem data marcada. A mobilização nacional será no dia 27 de maio, com o tema “Chega de Mão Grande”, uma ação contra a corrupção e a favor do retorno dos impostos. Realizado em mais de 200 cidades brasileiras, o feirão tem a proposta de informar a população sobre a carga tributária que incide em produtos e serviços no país.

No Paraná, no ano passado, foram 13 cidades que realizaram a mobilização. Em 2017, o número saltou para 100. Serão mais de 400 ações por todo o estado em menos de 15 dias. O coordenador do Feirão do Imposto no Paraná, Rafael Marutaka, que é de Maringá, conta que haverá palestras, corridas, exposição de produtos, carros, venda de diversos produtos sem impostos, entre várias outras ações.

Resultados

A Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje), os movimentos estaduais e os parceiros na realização do Feirão do Imposto já conseguiram alcançar importantes resultados para reduzir a carga tributária brasileira, além de conscientizar, a cada ano, uma grande parcela da população.

Entre os frutos da campanha, a Lei 12.741 (Lei da Transparência), que instituiu a discriminação dos impostos nas notas e cupons fiscais; e a Lei 12.839, que estabeleceu a retirada de impostos federais que incidem em produtos da cesta básica.

Em agosto de 2014, também foi sancionada a Lei Complementar 147/1, que universaliza o acesso ao Simples Nacional ou Supersimples. A lei prevê a unificação do pagamento de oito tributos cobrados pela União, estados e municípios das micro e pequenas empresas. Conhecida também como Lei da Micro e Pequena Empresa, a medida foi apoiada desde o início pela Conaje, que participou das articulações desde o lançamento do projeto até a sanção da lei complementar.

Como funciona

O Feirão do Imposto tem sido desenvolvido por meio de ações e atividades de alerta, como venda de combustíveis e itens alimentícios com impostos subsidiados; exposição de produtos com e sem valor de impostos; sorteio do direito de compra de carros, motos e eletrodomésticos com tributos totalmente subsidiados; entre outras.

Segundo a Coordenadora de Assuntos Tributários da Conaje, Silvia Machado Wilbert, o tema deste ano do projeto, “Chega de Mão Grande”, tem o objetivo de levar a população a refletir sobre o impacto da corrupção nos impostos, gerando a ação contra a corrupção e a favor da melhor aplicação dos recursos públicos em prol da sociedade.

O Projeto Feirão do Imposto

O projeto Feirão do Imposto foi criado em 2003, na cidade de Joinville (SC) pelo Núcleo de Jovens Empresários da Associação Empresarial de Joinville (ACIJ), que mobilizou a sociedade civil joinvilense para informar e, sobretudo, educar a população a respeito do quanto se paga em impostos. A partir dessa mobilização, o Feirão se tornou uma ação nacional, desenvolvida anualmente pela Confederação Nacional de Jovens Empresários (Conaje) para conscientizar o quanto se paga em impostos e acompanhar a destinação dos tributos.

Com informações da
assessoria de imprensa da Faciap