00:00:00
   

A primeira missa celebrada em Mamborê foi na casa de Fermino Manoel Nogueira em 1934. Foi celebrada pelo padre Paulo Tschorm, S. V. D., na época, pároco de Guarapuava.

No ano de 1938 Léo Guimarães construiu a primeira capela em honra de Nossa Senhora Aparecida. Tratava-se de uma promessa feita por ele. Esta media 3 x 4 metros e foi benzida pelo Pe. Aloísio Jacobi, S. V. D., de Campo Mourão. Localizava-se nos fundos do sobrado do falecido Theodomiro Tibúrcio (proximidade da atual Praça das Flores).

Nesta capela, havia terço no primeiro domingo de cada mês. Às vezes, seguido de leilão. Este dia era chamado, na época, de “Domingo de Mês”.

A primeira Crisma realizada em Mamborê aconteceu em outubro de 1940, com a vinda de Dom Manoel Koenner e do Pe. Aloísio Jacobi. Dom Manoel retornaria um ano mais tarde para a segunda Crisma.

A segunda capela localizava-se na atual Praça das Flores, no local onde está o Ginásio de Esportes Livino Krauze. Para a construção da mesma, Augusto Mendes dos Santos trouxe a madeira de Campo Mourão de carroça. Sua inauguração foi em 12 de dezembro de 1944, com Primeira Comunhão.

No início dos anos cinqüenta, teve início a construção da terceira capela, no local onde está a atual igreja matriz. Na mesma época, o cemitério foi mudado para fora do perímetro urbano de Mamborê, onde permanece até o momento. Quando da escavação para a construção do atual salão paroquial, ainda encontraram ossadas, apesar do cemitério ter sido transferido muitos anos antes.

A primeira catequista de Mamborê foi Josefa Barzotto, seguida por Cecília Mazur, Leonira Lima Caraguinane, Ervina Barzotto (depois irmã religiosa), Iderziria Santos Sachuk, Emilia Martins Cruz e Frauzina Eker Paixão.

Recomendação

Até 1945, mais ou menos, havia o costume de, nas quartas e sextas-feiras da Quaresma, as pessoas saírem cantando e rezando. Encontravam-se no portão do cemitério e depois paravam na frente das casas dos moradores, para fazer orações. Esta tradição era conhecida como “Recomendação”.

Padre itinerante

Houve época na qual o padre passava apenas duas vezes por ano no povoado. Este, saía de Guarapuava a cavalo e visitava as comunidades até Foz do Iguaçu.

Os moradores eram responsáveis pelo transporte dos pertences. Por exemplo: quando se sabia que o padre estava na Tapera de Sinhá Ana Coita (atual Campina do Amoral), alguém ia de Mamborê, a cavalo e levava mais um animal para trazer os objetos do sacerdote. Esta pessoa era denominada “Próprio”.

Após alguns dias, vinha o Próprio da próxima localidade para buscar o padre e assim sucessivamente.

Criação da paróquia

A terceira capela foi construída no início da década de 50. Um dos primeiros casamentos realizados na mesma foi o do casal Nivaldo e Teresinha Vieira, no ano de 1953. Esta foi construída no local onde atualmente está a igreja matriz e sua planta era idêntica a uma igreja da cidade de Campo Mourão.

Com a conclusão da primeira casa paroquial em maio de 1956, houve a criação da paróquia, em 1º de outubro do mesmo ano.

O primeiro batismo registrado nos livros da paróquia Nossa Senhora da Imaculada Conceição, de Mamborê, é de Iracema, filha de Sebastião e Isaura Miranda. Foi em 6/1/57. Os padrinhos foram João e Gerondina Krubisak e o padre foi Guilherme Matt, da Sociedade do Verbo Divino.

O Pe. Guilherme Matt S.V.D. foi o primeiro pároco de Mamborê.

A atual igreja foi construída no final da década de 1960 e década de 1970.


Construção da segunda capela, no local do atual Ginásio de Esportes da Praça da Flores


Segunda capela. A foto é de José Arana, no dia do casamento de Manoel Moreira Alves (Maneco) e Anair Taborda


Terceira capela, construída no local onde está a igreja matriz, atualmente. A foto é de Lourival Vieira, irmão de Nivaldo Vieira (Vadico)


Igreja matriz até 2015


Atual igreja matriz (2016)

 

 

Párocos e vigários paroquiais

Lista dos párocos e vigários paroquiais, ou padres auxiliares, que trabalharam na paróquia Imaculada Conceição ao longo da história.

A sigla S. V. D. significa Sociedade do Verbo Divino e S. J., Sociedade de Jesus, ou Jesuítas.

1º Pároco - Pe. Guilherme Matt, S. V. D., empossado em 01/02/57.

2º Pároco - Pe. Leopoldo Jarek, S. V. D., empossado em 01/02/59.

3º Pároco - Pe. José Sauer, diocesano, empossado em 06/01/62.

4º Pároco - Pe. José Ely, S. J., nomeado em 11/01/65 e empossado em 24/01/65.

Vigário Paroquial - Pe. Arnaldo Beckenkamp, S. J., conhecido e lembrado como “Padre Sarrafo”, devido a ser magro e alto.

5º Pároco - Pe. Arnaldo Beckemcamp, S. J., empossado em 23/04/66.

Vigário Paroquial - Pe. Libino Steffen, S. J., em 12/05/66.

6º Pároco - Pe. Libino Steffen, S. J., empossado em 10/66.

7º Pároco - Pe. Fernando Seidel, S. J., empossado em 02/67.

Vigário Paroquial - Pe. Antônio Strieder, S. J., em 10/67.

Vigário Paroquial - Pe. José Rohde, S. J., em 1968.

Vigário Paroquial - Pe. Inácio Kraemer, S. J., em 07/68.

Vigário Paroquial - Pe. Ervino Schmitt, S. J., em 02/69.

Vigário Paroquial - Pe. Aloysio Augusto Ternus, S. J., em 03/04/74

Escolástico - Fr. Sereno Boesing, S. J., em 1977.

8º Pároco - Pe. Vendelino Mueller, S. J., empossado em 26/02/78.

Vigário Paroquial - Pe. Ervino Schmitt, S. J.

Vigário Paroquial - Pe. Fernando Seidel, S. J.

9º Pároco - Pe. Huberto Melz, S. J., empossado em 17/02/80.

Vigário Paroquial - Pe. Ervino Schmitt, S. J., falecido em 29/01/87.

Vigário Paroquial - Pe. Aloysio Augusto Ternus, S. J., retorna em 06/03/80.

Vigário Paroquial - Pe. Arthur Frantz, S. J., em 21/02/92.

10º Pároco - Pe. Arthur Frantz, S. J., nomeado em 08/06/92 e empossado em 13/06/92.

Vigário Paroquial - Pe. Aloysio Augusto Ternus, S. J.

11º Pároco - Pe. Leopoldo Benno Petry S. J., empossado em 22/02/98.

Vigário Paroquial - Pe. Aloysio Augusto Ternus, S. J.

Vigário Paroquial - Pe. Guido S. J.

12º Pároco – Pe. Francisco Dantas de Carvalho, empossado em 04/02/04

Vigário Paroquial - Pe. Aédio Odilon Pego, chegou em 2004

Vigário Paroquial - Pe. João Batista Rodrigues

Vigário Paroquial - Pe. Luiz da Silva Andrade, deixou a Paróquia em 02/2010

Vigário Paroquial - Pe. Sidinei Teixeira Gomes, ordenado em 7 de março de 2010. Veio para Mamborê logo após sua ordenação, permanecendo até o final do ano de 2011.

Vigário Paroquial - Pe. Durvalino Rodrigues de Oliveira, chegou em Mamborê em junho de 2010 e ficou até meados de 2011.

Vigário Paroquial - Pe. Reinaldo Adriano Andrade, presidiu sua primeira missa na paróquia de Mamborê, no dia 10 de março de 2013. Sua ordenação presbiteral havia sido no dia 3 de março do mesmo ano. Permaneceu até o dia 31/12/15.

13º Pároco – Pe. Valdecir Liss, empossado dia 31/01/16.

Vigário Paroquial - Pe. Wagner Amaro Branco, a partir de 31/01/16. Permaneceu até maio de 2016.

Vigário Paroquial - Pe. Izaías da Conceição, apresentado em 29/05/16.