28/04/2018
 
CPP se reúne para avaliar e planejar a caminhada da Igreja paroquial
O Conselho Paroquial Pastoral (CPP) da paróquia Imaculada Conceição de Mamborê se reuniu na noite de ontem (27), no salão paroquial. A reunião foi conduzida pelo Pe. Valdecir Liss e Vladimir R. Ciconello, presidente do CPP. Em pauta, a avaliação da celebração da Semana Santa e Páscoa, celebração da Santíssima Trindade, implantação da Pastoral da Esperança, Pascom, Corpus Christi e outros assuntos.

"Deixemos o Pai nos podar para que possamos sempre produzir frutos", disse Vladimir Ciconello, referindo-se à passagem de João 15, 1-2: “Eu sou a videira verdadeira, e meu Pai é o lavrador. Todo ramo que, estando em mim, não der fruto, ele o corta; e todo o ramo que dá fruto ele o poda, para que produza mais fruto ainda.” A leitura e reflexão fizeram parte da oração inicial.

Após a avaliação da Semana Santa, que neste ano teve atividades durante todos os dias, os participantes trataram da 4ª Festa do Povo de Deus, que acontecerá no primeiro domingo de setembro, na paróquia Santa Teresinha de Campina da Lagoa.

Quanto à Festa da Santíssima Trindade, em 27 de maio, haverá um tríduo preparatório, na quinta-feira, sexta-feira e sábado, antecedendo à mesma.

A Pastoral da Esperança está sendo implantada na paróquia, com a missão de acompanhar e confortar as famílias qua perdem um ente querido.

O Pe. Valdecir falou sobre a importância da existência da Pastoral da Comunicação na paróquia, funcionando plenamente. Explicou também como ficará a situação da Pastoral da Criança, com a extinção da Associação Amigos da Pastoral da Criança (AAPAC).

  A festa junina da paróquia será no dia 30 de junho.

Semi Regina da Silva passa a coordenar a Pastoral Litúrgica paroquial, a partir de agora.

Para a celebração de Corpus Christi, que será no dia 31 de maio, a missa será às 8h30. A confecção do tapete terá início antes da 5h da madrugada. Para isto serão solicitados areia, pó de café, erva-mate e casca de ovo, para os trabalhos. A procissão ocorrerá logo após a celebração eucarística, por volta de 9h30.


Sagrada Escritura, imagem da padroeira, livros e outros itens para auxiliar na reflexão da oração inicial


Pe. Valdecir Liss, pároco