trnoticias.com.br
Portal de Notícias




04/12/09 Sex 18h59  
CÂMARA  

Em uma reunião extraordinária e muito polêmica, com presença dos 9 vereadores de Mamborê (foto), foi votado o repasse da verba para o Instituto Corpore, para que este faça o pagamento de 80 funcionários do Município de Mamborê.

O processo todo teria sido normal, no mês passado, quando o projeto foi para apreciação e votação dos vereadores. Acontece que após a primeira sessão, o Ministério Público orientou os vereadores para que analisassem bem para a segunda e definitiva votação,

sob suspeita de ilegalidade. O valor do repasse é de R$ 160 mil reais.

Os vereadores Antonio Luciano dos Santos, Jairo Arruda e Valdir K. Carlin votaram contra o repasse, baseados na referida orientação. O vereador Mauricio Rocha também posicionou-se contra, mas absteve-se de votar.

Os vereadores Odair Ratz, Dirlei M. Pereira, Osvaldo de Oliveira e José Menjou votaram a favor. O presidente Sebastião Martinez não precisou votar, como não houve empate, mas, também posicionou-se a favor do projeto.

Desta forma, o projeto 53/2009, foi aprovado por 4 a 3, com uma abstenção.


Contratados da Corpore presentes na reunião