21/01/15 Qua 18h40
LIRAa
Alto risco de infestação da dengue em Mamborê
O Setor de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde de Mamborê realizou o LIRAa - Levantamento de Índice de Infestação pelo Mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue e chinkungunya. O LIRAa foi feito na segunda semana de janeiro deste ano e indicou o índice de 5º de infestação predial, que é considerado, pelo Ministério da Saúde e OMS - Organização Mundial da Saúde, como ALTO RISCO  para epidemia de dengue no município.

O mesmo levantamento indicou que o criadouro predominante em Mamborê continua sendo o Grupo "D". Houve um aumento considerável no Grupo "B". O Grupo "D" corresponde aos criadouros passiveis de REMOÇÃO/PROTEÇÃO (LIXO). O Grupo "B" corresponde aos DEPÓSITOS MÓVEIS (VASOS/PRATOS DE FLOREIRAS/BEBEDOUROS/PEQUENAS FONTES ORNAMENTAIS, ETC).

A dengue e chinkungunya são doenças que podem ser transmitidas com mais facilidade durante o verão, devido aos fatores climáticos que favorecerem a proliferação do vetor.

Devido aos maiores criadouros estarem nas residências, medidas urgentes de conscientização devem ser tomadas pelos moradores. O Município de Mamborê está realizando os trabalhos de fiscalização, eliminação e orientações, mas a participação de todos se torna necessária para que

  o mosquito não tenha a oportunidade de proliferação.

Medidas

  • Substituir água dos pratos dos vasos de plantas ou flores por areia, ou retirar os mesmos;
  • Vedar e tampar caixas de água e cisternas;
  • Manter o tratamento correto e indicado a grandes reservatórios de água, como as piscinas;
  • Remover todo lixo e material que possa acumular água, tais como: garrafa pet, latas, pneus, brinquedos, tampas de garrafas, copos, sacolas plásticas etc. mantendo seu quintal sempre  limpo;
  • Manter terrenos baldios limpos e capinados;
  • Manter o passeio (calçadas) em frente às casas limpos e, se houver necessidade, capinados.

O Setor de Edemias/Secretaria de Saúde lembra que é necessário que toda a população fique atenta ao surgimento dos primeiros sintomas da doença. Caso isto ocorra, deve-se procurar orientação médica imediata. Ao viajar, as pessoas devem buscar informações sobre a área a ser visitada. Havendo casos da doença ou epidemia, deve-se viajar somente em casos de extrema necessidade.